Review: Nimona

Com o final da animação She-Ra e as Princesas do Poder, resolvi revisitar a HQ Nimona (2015), escrita e ilustrada pela criadora do desenho: Noelle Stevenson.

Aqui no Brasil, o quadrinho foi lançado pela editora Intrínseca, com 272 páginas coloridas e formato 16 x 23 cm. A edição é extremamente caprichada e vale a pena ter na coleção!

Na trama, Nimona é uma metamorfa com desejo de ser uma grande vilã e, para isso, decide se tornar comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Porém, enquanto descobre que seu chefe possui um frustrante e bastante limitador “código de conduta”, a protagonista quer meter o louco e destruir todos os personagens bonzinhos sem um pingo de dó.

Capa nacional de Nimona. Foto: reprodução

Só por essa premissa, já dá para sacar que Nimona é uma história com muita magia, ação e comédia. Mas, página após página, vamos percebendo que a trama é muito mais complexa do que parece e até pode lembrar o atual momento em que vivemos.

Com uma organização que governa o reino de acordo com os seus próprios interesses, a dupla de anti-heróis nos faz questionar quem são os verdadeiros vilões da HQ.

Para completar a beleza da obra, os desenhos da Noelle são encantadores. Com um traço bastante estilizado, a artista não poupa detalhes de cenário ou do figurino das personagens.

As cores também impressionam. Além de aumentarem a sensação de que estamos vivenciando uma aventura mágica, ajudam na transição de tons da narrativa, que passa por momentos alegres, obscuros, emocionantes e assustadores.

Ser uma grande vilã é o maior sonho de Nimona. Foto: reprodução

Não é nenhuma surpresa que Nimona tenha sido indicada ao prêmio Eisner de 2015 na categoria Melhor Quadrinho Digital/Webcomic e vencedora em 2016, na categoria Melhor Graphic Novel–Reimpressão.

Para finalizar, gostaria de reforçar que Noelle Stevenson é uma artista extremamente talentosa e devemos prestar atenção em todos os seus trabalhos.

Além de Nimona, que você pode comprar aqui, sugiro que você leia também a série Lumberjanes e maratone She-Ra na Netflix. Não vai se arrepender!

Deixe uma resposta