Review: O Império dos Gibis

Peço licença para fazer um review de um livro, mas é muito importante comentar sobre O Império dos Gibis: A Incrível História dos Quadrinhos da Editora Abril.

Escrito por Manoel de Souza e Maurício Muniz, o livro publicado em 2020 pela Heroica tem 544 páginas e conta em detalhes a história da Abril, da família Civita e, por consequência, dos quadrinhos no Brasil.

É claro que outras editoras publicaram HQs por aqui, mas o fato é que os Civita dominaram esse mercado durante décadas e, junto com uma equipe extremamente competente e apaixonada pela nona arte, ditaram regras e estabeleceram altos padrões de qualidade.

O Império dos Gibis - capa

O nome O Império dos Gibis não foi escolhido por acaso. A editora publicava (em grande tiragem e com números impressionantes de venda) histórias da Disney, dos heróis da Marvel e da DC, Turma da Mônica, Luluzinha e Bolinha, Hanna-Barbera, Spawn, Trapalhões e mais uma infinidade de títulos.

Tão impressionante quanto o império construído pela Abril é o trabalho de pesquisa feito pelos autores. O livro é muito rico em dados e cada passagem contada é confirmada (ou às vezes até confrontada) por entrevistas com diversas pessoas que vivenciaram o ocorrido.

E não tem passada de pano, não! A dupla retrata com imparcialidade todas as glórias, mas também todas as cagadas feitas pela editora. Juro para você que algumas histórias de bastidores mereciam parar no Casos de Família!

O Império dos Gibis - Quadrinhos Disney

E eu reforço que O Império dos Gibis é uma obra importantíssima porque ajudou a resgatar uma enorme fração da memória dos quadrinhos no Brasil.

Muitos artistas que desenharam e escreveram histórias para a Disney, por exemplo, não foram creditados devidamente (leia) e, por isso, nunca foram reconhecidos por nossos leitores. Mesmo hoje em dia, arrisco dizer que só os grandes fãs de HQs conhecem esses artistas.

Souza e Muniz tratam de explicar quais artistas trabalharam em quais títulos e o que trouxeram de novidades. Não só isso, também falam de redatores, revisores, editores e todo o processo por trás de cada título publicado.

O Império dos Gibis - recompensas

Falam do início dos “formatinhos”, de como surgiu a “cronologia Abril” (que permitiu que os leitores Brasileiros acompanhassem de forma menos confusa as HQs da Marvel), de como outras editoras começaram a pipocar no mercado e, pouco a pouco, foram dividindo o império com os Civita.

A obra traz ainda muitas imagens ilustrativas e, para quem apoiou o projeto no Catarse em modalidades mais parrudas, há ainda cards com informações dos principais títulos e um pôster com a ordem cronológica deles. Uma lindeza!

Pena que O Império dos Gibis acaba de forma triste, com os últimos suspiros da editora. Mas fica uma grande lição e muito respeito por todos que fizeram a nona arte ser o que é hoje no Brasil.

O livro está disponível no site da editora Heroica por R$ 94,90.

2 comentários

Deixe uma resposta