Review: 400 Morcegos

Em meados de agosto, quando entrevistei o Fábio Vermelho para falar sobre o lançamento da HQ 400 Morcegos, eu já imaginava que me surpreenderia com o seu novo trabalho. Mas, mesmo assim, o impacto foi grande.

Antes de falar sobre esse gibi, preciso alertar que ele não foi feito para quem preza pela moral e pelos bons costumes. Esse quadrinho é para quem tem coragem de olhar para o que há de mais feio e podre na humanidade e pedir um longo e babado beijo de língua.

400 Morcegos se passa no Rio de Janeiro, em junho de 1968. Seis pessoas que nunca se viram antes têm seus caminhos entrelaçados em uma trama que envolve coincidências, ganância, obsessão, perversidade, passeatas estudantis, drogas, sexo e rituais satânicos.

Review: 400 Morcegos

Na trama, os atores paulistas Virgínia e Angélico (o casal Virginal) viajam para o Rio para apresentarem uma peça e promoverem uma tal de orgia espiritual, que promete levar uma centena de hippies ao orgasmo sem qualquer contato físico.

Enquanto isso, Walter e Heloísa, vivem uma vida sem luxo e sem a menor noção de bom-senso. O que dá um objetivo para a dupla são as drogas e um certo livro macabro que foi parar nas mãos de Walter.

Quase como um equilíbrio entre esses dois extremos, Carlos e Pedro enxergam com curiosidade e entusiasmo o que há de mais doido nas duas duplas e acabam se enfiando por completo nessa trama louca de 400 Morcegos.

Review: 400 Morcegos - Virgínia

Esse é o máximo de informação que posso dar sem estragar a leitura, mas o que posso dizer é que ler esse gibi é uma experiência tão alucinante quanto prazerosa (desde que você tenha deixado seu pudor de lado, é claro).

Os desenhos propositalmente grotescos de Fábio aumentam o suspense e a tensão de cada quadro, o que faz com que você queira virar logo as páginas – tanto para saber o que vai acontecer quanto para tirar uma cena aflitiva de sua cabeça.

400 Morcegos também é repleta de referências históricas e músicas que te transportam para a época dos acontecimentos e fazem tudo parecer verídico. Mil pontos para o cuidado e a preocupação do autor com cada detalhe da narrativa!

Review: 400 Morcegos - Walter

O visual da edição (formato 19×27 cm, capa colorida e 120 páginas em preto e branco) te faz crer que está lendo um material mega tosco, desses que seu tio comprou de um caminhoneiro e deixou escondido no armário, na esperança de que ninguém fosse ler. Mas como isso já é marca registrada da editora Escória Comix, você pode comprar o seu exemplar sem (muito) medo!

400 Morcegos está disponível no site da editora por R$39,00 e, caso não tenha ficado claro, não é uma leitura indicada para menores de 18 anos. Mas se você já é um adulto doido, vai pirar ainda mais com essa leitura!

2 comentários

Deixe uma resposta