O leitor de HQs em 2020

Desde 2018, Rapha Pinheiro (editor-chefe do Universo Guará) realiza uma pesquisa para entender o perfil do leitor de HQs no Brasil. Os dados de 2020 foram divulgados em seu site essa semana.

A pesquisa foi feita com base em um questionário divulgado por Rapha e respondido por mais de 2100 leitores. E, apesar de não trazer um cenário 100% real, traz uma amostra bastante significativa de como andam os hábitos dos nossos leitores.

Como a pesquisa não foi respondida por crianças, por exemplo, os dados informam que a maior parte dos leitores possui entre 20 e 28 anos de idade e está cursando ou concluiu o ensino superior. E os estados que mais leem quadrinhos são São Paulo e Rio de Janeiro, seguidos por Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Ceará.

A pesquisa por gênero traz números preocupantes e reforçam a necessidade de um ambiente mais plural e acolhedor, pois as mulheres representam apenas 22,9% dos leitores. Temos ainda 1,7% de participantes que não se identificam com os gêneros femininos ou masculinos.

Perfil do leitor de HQs em 2020 - Gênero

Hábitos de consumo

Em questão de renda, a maior parte dos leitores (36,5%) informou que recebe entre 1 e 3 salários-mínimos, mas 29,5% dos leitores recebem 6 ou mais. Além disso, 44,9% dos entrevistados gastam até R$ 50,00 com quadrinhos por mês, enquanto as parcelas restantes chegam a gastar mais de R$500, comprovando que este ainda é um hábito mais elitista.

Os locais de onde mais compram HQs são: internet (61,6%); banca de jornal (17,6%); livraria (10,5%), Comic Shop (5,6%) e eventos (4,6%). Percebeu como as bancas ainda são importantes para os leitores?

Perfil do leitor de HQs em 2020 - renda

Importância da mídia especializada

Segundo a pesquisa, 65,5% dos brasileiros compram quadrinhos por indicação de figuras da mídia especializada. Sabendo disso, nós (jornalistas, youtubers e influenciadores em geral) precisamos ter consciência de nossa responsabilidade como produtores de conteúdo e trazer informações de qualidade para o nosso público.

Mas é bom entender onde a galera costuma buscar essas informações, né? 80,1% dos leitores acompanham pelo menos 1 canal de YouTube e 72,4% acompanham ao menos 1 site/blog. Curiosamente, apenas 41,7% costumam ouvir podcasts.

Talvez o dado mais interessante dessa pesquisa seja que 40,7% dos leitores informaram que acompanham canais de mídia especializada mesmo discordando das opiniões emitidas. Isso mostra um amadurecimento e vontade de conhecer outras visões de um mesmo assunto.

Perfil do leitor de HQs em 2020 - YouTube

Vale lembrar que nenhuma informação pessoal (como nome, idade ou e-mail) foi divulgada na pesquisa. Se você quiser conferir o estudo completo, é só clicar aqui.

E, para quem preferir, deixo o vídeo do próprio Rapha Pinheiro explicando cada detalhe do seu projeto.

Deixe uma resposta