Documentário mostra a importância das mulheres nos quadrinhos nacionais

No dia 30 de janeiro, a Social Comics lançou o primeiro episódio de uma série documental chamada A Importância do Quadrinho Nacional. Neste sábado (06), estreia o segundo episódio: A Voz das Mulheres nos Quadrinhos Nacionais.

O episódio estará disponível a partir das 15h no YouTube, Instagram e Facebook da plataforma de HQs digitais. Com apresentação de Aline Diniz e Patricia Gomes, mais de 20 mulheres foram entrevistadas (diretamente de suas casas, respeitando os protocolos de saúde e segurança relacionados à pandemia da Covid-19).

É até difícil mensurar a riqueza e a importância de um documentário que reúna depoimentos de artistas de diversas gerações e com trabalhos voltados para diferentes etapas de construção da HQ, assim como pesquisadoras e jornalistas.

Entre as entrevistadas, estão Marina Takeda e Sousa, Adriana Melo, Sonia Luyten, Germana Viana, Natália Bridi, Marina Shoji, Lilian Mitsunaga, Helô D’Angelo, Gabriela Güllich, Marília Marz, Ju Loyola, Petra Leão, Thaís Carmo, Marcela Godoy e Gabriela Franco.

A Voz das Mulheres nos Quadrinhos Nacionais fala sobre o trabalho das pioneiras nas HQs brasileiras, o surgimento de coletivos e eventos criados para reforçar a presença das mulheres, jornalismo e política em quadrinhos, mangás, pluralidade de gêneros, descentralização de narrativas e muito mais.

É importante lembrar que o Social Comics conta com diversos títulos de mulheres quadrinistas. Remy (Julia Bax), Beladona (Ana Recalde), Holy Avenger (Érica Awano) e os três primeiros capítulos de O Verão do Papa-Angu (Germana Viana) são alguns exemplos. A partir do próximo Dia Internacional da Mulher (8/3), as HQs clássicas da Magali – uma das mais conhecidas personagens femininas da história da nona arte nacional – passarão a ser publicadas na plataforma.

2 comentários

Deixe uma resposta