HQ mostra língua indígena de sinais

Sempre é bom dizer que representatividade importa MUITO. Por isso, fiquei feliz demais quando fiquei sabendo da HQ Sol: a Pajé Surda, que retrata, de forma pioneira, a língua indígena de sinais utilizada pelos surdos da etnia terena.

Com autoria de Ivan de Souza, Kelly Priscilla Lóddo Cezar e Julia Ponnick, a obra tem o objetivo de fortalecer o reconhecimento e a preservação das línguas de sinais indígenas e é apresentada em formato plurilíngue, com sinalização também na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Sol: a Pajé Surda (ou Séno Mókere Káxe Koixómuneti, em língua terena) conta a história de Káxe, uma indígena surda anciã que exerce a função religiosa de pajé (Koixómuneti) em sua comunidade. Ela é procurada para auxiliar em um parto e, após pedir a benção dos ancestrais para o recém-nascido, o futuro do povo terena é revelado e transmitido a ela em sinais.

Sol: a Pajé Surda retrata a língua indígena de sinais.

“A história mostra um pouco da rica cultura desse povo, as situações, consequências e resistência após o contato com o povo branco”, revela Ivan de Souza.

Com realização da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Instituto de Pesquisa da Diversidade Intercultural (IPEDI), Sol: a Pajé Surda foi publicada pela editora Letraria é pode ser adquirida por R$35,00 neste link. Toda a renda será revertida para o IPEDI, bem como para seus projetos educacionais.

Deixe uma resposta